Logo ClickeAprenda
GEO

Líbano: além de tudo, ameaça ambiental


Publicada em: 00/00/0000

Voc√™ tem visto, na imprensa em geral e tamb√©m aqui no Clickideia, que a situa√ß√£o l√° no Oriente M√©dio anda mais explosiva do que o “normal”, com a guerra entre Israel e o Hizbollah.

Porém, além da tragédia humana causada por mais esse conflito, o Líbano pode sofrer também uma tragédia ambiental.

Ataque de mísseis israelenses em Jiyeh, no sul do Líbano

Apenas com os bombardeios israelenses realizados entre 13 e 15 de julho, cerca de dez mil toneladas de combust√≠vel t√≥xico ca√≠ram ao mar; nas tr√™s semanas seguintes, mais 20 mil toneladas foram derramadas. Assim, segundo um relat√≥rio oficial divulgado semana passada em Roma, 30 mil toneladas de √≥leo derramado em √°guas libanesas deram origem a uma “mar√© negra” que, atualmente, se espalha por 120 quil√īmetros...

Isso aconteceu porque Israel bombardeou, continuamente, a central el√©trica de Jieh, localizada a 30 quil√īmetros de Beirute, a capital do L√≠bano.

Se o √≥leo derramado fosse simplesmente petr√≥leo, o problema j√° seria bastante grave; por√©m, segundo o CIC/CB, trata-se de √≥leo combust√≠vel para instala√ß√Ķes energ√©ticas, um combinado qu√≠mico que cont√©m subst√Ęncias t√≥xicas como o benzeno e o tolueno, al√©m de quantidades menores de outros compostos muito perigosos.

Logo no come√ßo dos bombardeios, diversas organiza√ß√Ķes ambientais tinham advertido as partes envolvidas na guerra, de que poderia ocorrer uma cat√°strofe; contudo, agora que ela j√° aconteceu, os especialistas dizem que ela √© pior do que se esperava.

Segundo o relat√≥rio apresentado em Roma, as subst√Ęncias que vazaram da central el√©trica de Jieh s√£o de alt√≠ssimo risco, pois s√£o potencialmente cancer√≠genas e podem provocar danos no sistema end√≥crino humano.

O relat√≥rio ainda alerta que os habitantes de Beirute foram os primeiros a respirar o benzeno impregnado na atmosfera e podem estar correndo grave perigo. Cerca de tr√™s milh√Ķes de habitantes das √°reas mais afetadas pela “mar√© negra” est√£o amea√ßados.

Essa situa√ß√£o est√° preocupando bastante n√£o apenas os libaneses, mas os europeus que est√£o pr√≥ximos da regi√£o. O ministro italiano do meio ambiente, Alfonso Pecoraro Scanio, lembrou que o Mediterr√Ęneo √© um “mar fechado” e que, por causa disso, os bombardeios israelenses tamb√©m afetaram, mesmo que indiretamente, todos os pa√≠ses da regi√£o.

Como você pode notar, a lista de estragos feitos por uma guerra é muito, muito extensa...

Até a próxima semana!




Redes Sociais

Conteúdos Especiais


Powered by CLICKIDEA