Logo ClickeAprenda
GEO

Mais um 7 de setembro... E o Brasil, como anda?


Publicada em: 00/00/0000

Nessa semana, no dia 7 de setembro, comemoramos mais uma vez a Independência do Brasil. Mas ao invés de falarmos de como nossa Pátria “conquistou a independência”, ou de como D. Pedro I disse “Se é para o bem de todos e felicidade geral da Nação, diga ao povo que fico”, vamos conferir o relatório que será publicado pela ONU, através do PNUD, bem no dia de nossa Independência.

Neste relatório, entre outras coisas, a ONU sugere que a etnia é sim um fator decisivo de desigualdade social em países da América Latina, entre eles o Brasil . Este é um entre tantos problemas sociais de nosso continente!

 

O documento analisou os efeitos de duas décadas de reformas liberais na região e diz que elas acabaram resultando no aumento da desigualdade. Segundo o estudo, o desemprego na América Latina aumentou quase 2% entre 1993 e 2002, obrigando muitos trabalhadores a entrar para a economia informal, aumentando a tensão social.

No mesmo per√≠odo de nove anos, a regi√£o latino-americana ficou ainda mais pobre em rela√ß√£o √†s regi√Ķes mais desenvolvidas do mundo, especialmente por causa do impacto de pol√≠ticas comerciais mundiais para produtos agr√≠colas, que sempre privilegiam os pa√≠ses ricos. O estudo analisa tamb√©m a desigualdade de renda e de riqueza no mundo inteiro, al√©m de avaliar outras √°reas como sa√ļde e educa√ß√£o, constatando que a desigualdade no mundo √© maior hoje do que h√° dez anos – a despeito do t√£o disseminado crescimento econ√īmico. Como diversos pa√≠ses “em desenvolvimento” apresentaram crescimento econ√īmico expressivo (caso do Brasil), √© de se perguntar se crescimento econ√īmico e desenvolvimento s√£o sin√īnimos...

O fato √© que o documento da ONU afirma que o aumento da desigualdade social em pa√≠ses mais pobres ocorreu apesar do crescimento econ√īmico em algumas regi√Ķes do mundo, e pede medidas imediatas para alterar essa situa√ß√£o. Segundo o √≥rg√£o internacional, os benef√≠cios do desenvolvimento mundial, de forma geral, foram destinados aos pa√≠ses ricos e industrializados. O estudo alerta para os riscos de se ignorar a desigualdade, dizendo que se concentrar exclusivamente em crescimento econ√īmico √© uma forma ineficaz de alcan√ßar desenvolvimento.

Será que alguém dará ouvidos? Se quiser saber mais sobre esse assunto, clique aqui!




Redes Sociais

Conteúdos Especiais


Powered by CLICKIDEA