Logo ClickeAprenda
FIS

Choque é um artigo de luxo?


Publicada em: 18/05/2009

Luigi Galvani em suas experiências com rãs

Você sabia que antigamente as pessoas pagavam para ter uma sensação de choque? Pois é verdade! A origem desta história foi uma observação acidental no laboratório do anatomista italiano Luigi Galvani.

Durante seus estudos com pernas de r√£s mortas, um dos assistentes de Galvani encostou a uma perna de r√£ acidentalmente em uma m√°quina eletrost√°tica e observou uma forte contra√ß√£o muscular. A partir deste momento o anatomista resolveu investigar melhor este fen√īmeno e o descreveu em termos da “eletricidade animal”. Ou seja, ele sup√īs que existisse uma forma de eletricidade pr√≥pria dos corpos animais, e que seria semelhante √† eletricidade que se observa em laborat√≥rios ou em tempestades de raio.

Neste contexto, a eletricidade passou a ser vista como a “for√ßa da vida”! Assim, tornou-se comum encontrar pessoas reunidas para trocarem apertos de m√£o ou beijos el√©tricos. Em muitos casos os nobres at√© pagavam por isso!

 

Se voc√™ assistir ao filme Frankenstein (baseado no romance de Mary Shelley), ver√° como era o contexto dos estudos de eletricidade desta √©poca. Neste filme um cientista busca a manuten√ß√£o da vida de pessoas queridas usando um choque el√©trico para reativar a “eletricidade animal” ainda existente no corpo j√° sem vida...

Coube, por√©m, ao f√≠sico tamb√©m italiano Alessandro Volta mostrar que as observa√ß√Ķes de Galvani eram de fato corretas, mas as suas conclus√Ķes n√£o. Segundo Volta, as pernas das r√£s n√£o geravam eletricidade, apenas a conduziam. Durante suas pesquisas baseadas nos resultados de Galvani, Volta acabou inventando as primeiras pilhas el√©tricas, que consistiam em um empilhamento de discos met√°licos embebidos em uma solu√ß√£o adequada. Tal invento mostra que as pernas das r√£s fazem o papel de conduzir a eletricidade de uma placa met√°lica a outra, assim como a solu√ß√£o usada em seu equipamento.

Entretanto toda esta controv√©rsia teve um lado muito positivo: deu origem aos estudos da bioeletricidade. Hoje sabemos que de fato as contra√ß√Ķes musculares s√£o causadas por est√≠mulos el√©tricos, e com esta informa√ß√£o a nosso favor podemos usar a eletricidade de forma ben√©fica ao nosso corpo. De fato, choques com pequena corrente el√©trica, e adequadamente controlados, al√©m de n√£o fazerem mal, se administrados corretamente podem ser ben√©ficos. Um bom exemplo √© o uso de desfibriladores para reanimar pacientes com problemas de cora√ß√£o. E ainda h√° quem pague para levar alguns choques, pois em alguns tratamentos est√©ticos os pacientes recebem pequenos choques para eliminar aquelas gordurinhas indesejadas.




Redes Sociais

Conteúdos Especiais


Powered by CLICKIDEA