Logo ClickeAprenda
X

Sua assinatura expirou :(


Queremos continuar com você na sua aprendizagem,
escolha um plano de assinatura e aproveite todos os nossos recursos!

R$24,90 / mês

Mensal

R$21,90 / mês

Trimestral

R$19,90 / mês

Semestral

R$14,90 / mês

Anual

Ao finalizar o procedimento, você receberá um e-mail de confirmação da assinatura.
Importante! Não esqueça de utilizar o mesmo e-mail de login no Clickideia para efetuar o pagamento.
* Todos os planos tem a opção de pagamento de até 3x sem juros no cartão de crédito.
** A assinatura é renovada automaticamente, você pode cancelá-la através do PagSeguro ou enviando um e-mail para faleconosco@clickideia.com.br
Logo PagSeguro
POR

Linguagem humana x animal


Publicada em: 11/01/2010

 

Qual é a diferença entre a linguagem dos homens e a linguagem dos animais?
Você acha, tem certeza que o seu animalzinho de estimação pensa, pois ele parece compreender tudo o que você diz. Aliás, ninguém se comunica tão bem quanto você e ele! Certo, realmente os animais têm um sistema de comunicação, mas você já parou para pensar na diferença que existe entre a forma deles se comunicarem e a nossa?

O que torna a linguagem do Homem tão diferente da linguagem do mundo animal é que nós não utilizamos nossa linguagem somente para exprimir nossas necessidades naturais, como fome, dor, sede, etc. Nós a usamos também para pensar o mundo, e mais, nós a criamos. Mas vamos por partes, para que você entenda tudo!

 

Por que aquele objeto que você adora e às vezes odeia, pois ele reflete sua imagem e você pode, através dele, saber se está lindo(a), ou horroroso(a), chama-se espelho? Por que ele não poderia se chamar pente? Simplesmente porque se convencionou chamá-lo de espelho, ou seja, aprendemos assim e nos acostumamos assim. Se alguém, do dia para noite, resolver mudar o nome dele, não conseguirá ser entendido pelo resto das pessoas. Isso quer dizer que a nossa linguagem, diferentemente da dos animais, é convencional, ou seja, entramos em um acordo sobre o significado das palavras e o modo como devemos organizá-las em frases e orações.

Mas você poderia pensar que os animais também agem assim, os cachorros, por exemplo, para demarcar seu território fazem xixi num determinado local, e todos os cachorros machos fazem isso. Então podemos concluir que houve um acordo entre eles objetivando uma conduta comum a todos? Afinal, não é dessa forma que eles conseguem saber que o território em questão é do Lulu, ou do Totó? Exato. Mas eles só conseguem saber por causa do cheiro e não do pensamento. Há um motivo para que eles saibam disso; agora, qual é o motivo concreto que faz com a palavra espelho seja aquele objeto que reflete nossa imagem? Nenhum, só é assim por causa do acordo que há entre nós.

 

E sobre aquela história que nós pensamos o mundo através da linguagem, o que é isso? Vamos aos exemplos. Vocês já viram algum cachorro pensar que é feio correr atrás do gatinho e matá-lo? Nós, sim, pensamos coisas desse tipo, sabemos, por exemplo, que não podemos machucar as pessoas, pois não é certo. Isso são valores, que só existem porque temos a linguagem, que simplificando bem, é a faculdade de pensar e pensamos através dos códigos que inventamos. Aliás, há quem diga que o grande castigo do homem não foi Eva ter sido expulsa do paraíso, mas sim ter ganhado o pensamento e, claro, todos os conflitos que o acompanham.

É por este motivo que aprender uma língua estrangeira é tão complicado. Nós, brasileiros, pela nossa experiência de vida aqui no Brasil, temos uma forma de encarar o mundo, os outros povos têm as suas e isso reflete na língua. Então, quando você vai aprender um novo idioma, não basta decorar as palavras, você tem que entender a significação delas para esse povo e também quando elas são usadas, e por quem...Por exemplo, aqui no Brasil, nós temos mania de, ao encontrarmos uma pessoa, dizermos no final da conversa: Aparece lá em casa. Na maior parte das vezes a pessoa não aparece, pois sabemos que esse tipo de convite não é bem um convite, é mais um jeito de se despedir. Se você falar isso para um estrangeiro, no dia seguinte ele estará na sua casa, pois ele não saberá que tais palavras não devem ser levadas ao pé da letra neste caso. E agora que você já sabe um pouquinho sobre as características da sua linguagem, que tal compartilhar tudo com seu amado animalzinho de estimação?! Com certeza ele não vai entender nada do que você disser, mas como dizia a nossa grande Clarice Lispector “Não se preocupe em ‘entender’. Viver ultrapassa todo entendimento” e para o seu amigo animal o que vale mesmo é a sua presença.