Logo ClickeAprenda
ING

Em busca de Shakespeare


Publicada em: 27/06/2011

No início de maio de 2011, arqueólogos começaram a realizar escavações sob o solo onde ficava a casa de Shakespeare em Stratford-upon-Avon, England. Com isso, eles esperam encontrar mais informações sobre como Shakespeare e outras pessoas viviam há 400 anos.


Pouco se sabe sobre os últimos dias de Shakespeare, e o principal objetivo dessas escavações é conhecer a fundo a vida pessoal desse famoso filho de Stratford-upon-Avon, ou seja, como ele passava o tempo com a família e os amigos.

De acordo com fontes da Universidade de Birmingham, England, espera-se, com as atividades dos arqueólogos, saber o que ele comia, bebia, enfim, seu estilo de vida, além dos hobbies do escritor. Para eles, o maior mistério é descobrir exatamente onde ele morou – não se sabe, ao certo, se ele viveu na casa grande, bem próximo à rua, ou se ele morou num chalé bem afastado e longe de vizinhos, como apontam alguns documentários.


Escavações já realizadas encontraram evidências do alto padrão da casa de Shakespeare, inclusive cachimbos e porcelana. As primeiras, realizadas há 150 anos, foram registradas com muitos detalhes, mas pararam nos alicerces da casa. Agora, com essas novas buscas, escavando ainda mais profundamente, espera-se que muito mais sobre os hábitos de Shakespeare seja revelado e, quem sabe, descobrir o que inspirou algumas das mais famosas obras já escritas.

 

 

No início de maio de 2011, arqueólogos começaram a realizar escavações sob o solo onde ficava a casa de Shakespeare em Stratford-upon-Avon, England. Com isso, eles esperam encontrar mais informações sobre como Shakespeare e outras pessoas viviam há 400 anos.

A casa grande, em Stratford-upon-Avon, onde est√£o sendo feitas as escava√ß√Ķes

Pouco se sabe sobre os últimos dias de Shakespeare, e o principal objetivo dessas escavações é conhecer a fundo a vida pessoal desse famoso filho de Stratford-upon-Avon, ou seja, como ele passava o tempo com a família e os amigos.

De acordo com fontes da Universidade de Birmingham, England, espera-se, com as atividades dos arqueólogos, saber o que ele comia, bebia, enfim, seu estilo de vida, além dos hobbies do escritor. Para eles, o maior mistério é descobrir exatamente onde ele morou – não se sabe, ao certo, se ele viveu na casa grande, bem próximo à rua, ou se ele morou num chalé bem afastado e longe de vizinhos, como apontam alguns documentários.

Escavações já realizadas encontraram evidências do alto padrão da casa de Shakespeare, inclusive cachimbos e porcelana. As primeiras, realizadas há 150 anos, foram registradas com muitos detalhes, mas pararam nos alicerces da casa. Agora, com essas novas buscas, escavando ainda mais profundamente, espera-se que muito mais sobre os hábitos de Shakespeare seja revelado e, quem sabe, descobrir o que inspirou algumas das mais famosas obras já escritas.

 

 




Redes Sociais

Conteúdos Especiais


Powered by CLICKIDEA