Logo ClickeAprenda
QUI

Incêndio no Rio? Que perigo!


Publicada em: 24/10/2011

Na quinta-feira da semana passada, muitas pessoas ficaram chocadas com a notícia da explosão que ocorreu no restaurante Filé Carioca, que fica no térreo de um prédio localizado na Praça Tiradentes, no centro do Rio de Janeiro.


O primeiro andar do prédio onde ficava o restaurante e a região do entorno ficaram destruídos. A explosão foi tão forte que chegou a atingir lojas até do sétimo andar do prédio, além dos imóveis vizinhos.

Pior que o prejuízo material foi o humano. Três pessoas morreram, sendo que duas delas eram funcionárias do restaurante e outra era um rapaz de 19 anos que estava passando na rua. Os corpos dessas vítimas foram arremessados e, por isso, foram encontrados a 30 metros do restaurante, do outro lado da rua. Dezessete pessoas ficaram feridas. 


A explosão ocorreu por causa de um vazamento de gás. Infelizmente, é comum ocorrerem explosões por esse motivo. O gás de cozinha é, na realidade, o GLP – gás liquefeito de petróleo – que é basicamente uma mistura de propano e butano. 


Como esses gases são mais densos que o ar, eles tendem a ficar embaixo dele quando há um vazamento. Assim, não se dissipam na atmosfera tão rapidamente.

Por causa do feriado do dia 12 de outubro, o restaurante ficou fechado, e acredita-se que o gás vazou durante todo o dia. Na manhã da quinta-feira, os funcionários acenderam as luzes e isso já foi o suficiente para desencadear as reações de combustão altamente exotérmica desses hidrocarbonetos, que, quando completas, ocorrem conforme a seguinte equação:


Propano: C3H8 + 5 O2 → 3 CO2 + 4 H2O

Butano: C4H10 + 6,5 O2 → 4 CO2 + 5 H2O


O problema não foi a explosão dos botijões, já que os mesmos permaneceram intactos com o acidente, mas o próprio vazamento de gás. Nos escombros, foram encontrados pedaços da mangueira que ligava o gás do botijão ao fogão com uma fissura remendada com fita isolante. Acredita-se que é por essa fissura que saiu o gás.

Essa prática de mau armazenamento do gás e de remendar a mangueira é muito perigosa. Assim, é necessário verificar sempre se há vazamento de gás, pois a explosão pode ser muito forte e fatal. Aproveite e peça para os seus pais verificarem como está armazenado o botijão de gás em sua casa. 

Na quinta-feira da semana passada, muitas pessoas ficaram chocadas com a notícia da explosão que ocorreu no restaurante Filé Carioca, que fica no térreo de um prédio localizado na Praça Tiradentes, no centro do Rio de Janeiro.

Esta foto foi tirada logo após o acidente

O primeiro andar do prédio onde ficava o restaurante e a região do entorno ficaram destruídos. A explosão foi tão forte que chegou a atingir lojas até do sétimo andar do prédio, além dos imóveis vizinhos.

Pior que o prejuízo material foi o humano. Três pessoas morreram, sendo que duas delas eram funcionárias do restaurante e outra era um rapaz de 19 anos que estava passando na rua. Os corpos dessas vítimas foram arremessados e, por isso, foram encontrados a 30 metros do restaurante, do outro lado da rua. Dezessete pessoas ficaram feridas. 

A explosão ocorreu por causa de um vazamento de gás. Infelizmente, é comum ocorrerem explosões por esse motivo. O gás de cozinha é, na realidade, o GLP – gás liquefeito de petróleo – que é basicamente uma mistura de propano e butano. 

Veja como ficou o prédio onde ocorreu o acidente

Como esses gases são mais densos que o ar, eles tendem a ficar embaixo dele quando há um vazamento. Assim, não se dissipam na atmosfera tão rapidamente.

Por causa do feriado do dia 12 de outubro, o restaurante ficou fechado, e acredita-se que o gás vazou durante todo o dia. Na manhã da quinta-feira, os funcionários acenderam as luzes e isso já foi o suficiente para desencadear as reações de combustão altamente exotérmica desses hidrocarbonetos, que, quando completas, ocorrem conforme a seguinte equação:

Propano: C3H8 + 5 O2 → 3 CO2 + 4 H2O

Butano: C4H10 + 6,5 O2 → 4 CO2 + 5 H2O

Uma imagem aérea tirada após a explosão

O problema não foi a explosão dos botijões, já que os mesmos permaneceram intactos com o acidente, mas o próprio vazamento de gás. Nos escombros, foram encontrados pedaços da mangueira que ligava o gás do botijão ao fogão com uma fissura remendada com fita isolante. Acredita-se que é por essa fissura que saiu o gás.

Essa prática de mau armazenamento do gás e de remendar a mangueira é muito perigosa. Assim, é necessário verificar sempre se há vazamento de gás, pois a explosão pode ser muito forte e fatal. Aproveite e peça para os seus pais verificarem como está armazenado o botijão de gás em sua casa. 




Redes Sociais

Conteúdos Especiais


Powered by CLICKIDEA