Logo ClickeAprenda
POR

Manifesto russo coloca a língua em xeque


Publicada em: 10/09/2012

O partido no poder da Ucrânia aprovou na semana passada um projeto de lei que causou bastante descontentamento para os ucranianos. Trata-se de uma proposta que torna a língua russa o idioma oficial do país - depondo o ucraniano, idioma oficial até então. Centenas de cidadãos que se opuseram ao projeto protestaram em frente ao Parlamento, entrando também em conflito com policiais da tropa de choque.

 

A questão da língua russa na Ucrânia é um assunto que exige bastante cautela. Neste país, apesar de a língua oficial ser o ucraniano, um número significativo de pessoas falam russo como língua materna. O atual território da Ucrânia foi, pelo menos desde o século IX, o centro da civilização antecessora na região. A Ucrânia tornou-se, em 1922, uma das Repúblicas Soviéticas fundadoras da URSS após a Revolução Russa, transformando-se em República Socialista Soviética da Ucrânia. Foi somente em 1991 que a Ucrânia ganhou sua independência, após o colapso da União Soviética, vertendo-se em um Estado soberano. Apesar disso, como podemos ver, este país ainda possui profundas relações com a Rússia.

 

Aqueles que defendem o projeto de lei dizem que a parcela que fala russo precisa ser legitimada em esferas públicas, como a educação. Os opositores, por outro lado, pensam que a conquista da liberdade do país está marcada culturalmente pela língua ucraniana. Para estes, duas línguas oficiais no país causariam uma ruptura entre os cidadãos, que serão divididos em dois.

 

Mais do que uma questão linguística, o uso de uma língua em um país legitima diversas relações políticas. O presidente Viktor Yanukovich, considerado pró-Rússia, poderia estar usando essa estratégia para conseguir mais votos nas bases de poder que falam russo – em tempo acirrado, já que as eleições são em outubro. Mas também podemos fazer a leitura dessa situação segundo a ótica dos direitos dos falantes de russo da Ucrânia, cujos direitos poderiam estar sendo violados. É claro que não existe uma verdade única para o que está acontecendo. Sendo assim, leia mais sobre o tema para tomar conscientemente suas próprias decisões.

Localização da Ucrânia, em vermelho (clique para visualizar)

O partido no poder da Ucrânia aprovou na semana passada um projeto de lei que causou bastante descontentamento para os ucranianos. Trata-se de uma proposta que torna a língua russa o idioma oficial do país - depondo o ucraniano, idioma oficial até então. Centenas de cidadãos que se opuseram ao projeto protestaram em frente ao Parlamento, entrando também em conflito com policiais da tropa de choque.

 

A questão da língua russa na Ucrânia é um assunto que exige bastante cautela. Neste país, apesar de a língua oficial ser o ucraniano, um número significativo de pessoas falam russo como língua materna. O atual território da Ucrânia foi, pelo menos desde o século IX, o centro da civilização antecessora na região. A Ucrânia tornou-se, em 1922, uma das Repúblicas Soviéticas fundadoras da URSS após a Revolução Russa, transformando-se em República Socialista Soviética da Ucrânia. Foi somente em 1991 que a Ucrânia ganhou sua independência, após o colapso da União Soviética, vertendo-se em um Estado soberano. Apesar disso, como podemos ver, este país ainda possui profundas relações com a Rússia.

 

Aqueles que defendem o projeto de lei dizem que a parcela que fala russo precisa ser legitimada em esferas públicas, como a educação. Os opositores, por outro lado, pensam que a conquista da liberdade do país está marcada culturalmente pela língua ucraniana. Para estes, duas línguas oficiais no país causariam uma ruptura entre os cidadãos, que serão divididos em dois.

 

Mais do que uma questão linguística, o uso de uma língua em um país legitima diversas relações políticas. O presidente Viktor Yanukovich, considerado pró-Rússia, poderia estar usando essa estratégia para conseguir mais votos nas bases de poder que falam russo – em tempo acirrado, já que as eleições são em outubro. Mas também podemos fazer a leitura dessa situação segundo a ótica dos direitos dos falantes de russo da Ucrânia, cujos direitos poderiam estar sendo violados. É claro que não existe uma verdade única para o que está acontecendo. Sendo assim, leia mais sobre o tema para tomar conscientemente suas próprias decisões.




Redes Sociais

Conteúdos Especiais


Powered by CLICKIDEA