Logo ClickeAprenda
QUI

Por que nós dormimos?


Publicada em: 30/08/2005

 O que acontece quando nós não dormimos direito? Ficamos irritados, cansados, desanimados, sem vontade de fazer nada... Todos nós já passamos por isto...
 
Além disso, sabemos como é difícil acordar cedo, ou o quanto é gostoso ficar na cama por mais tempo, até que o sono e a preguiça acabem...
 
Cada um de nós tem o seu ritual particular para dormir. Uns bebem água, outros comem um doce, geralmente, escovamos os dentes... Uns têm o sono mais leve, acordam facilmente, outros não acordam nem por decreto!

Figura 1

No entanto, todos nós sentimos a mesma coisa quando estamos prestes a dormir, transitando entre a vigília e o sono. Nosso corpo vai ficando mole, as pálpebras vão se fechando, nossa percepção do mundo vai ficando pálida, e aos poucos tudo se apaga e, pronto, de repente, estamos dormindo! Ao final de algumas horas, acordamos e o ciclo se recomeça.
 
Mas, por que será que sentimos sono?

 Nosso sono é regulado por uma substância que é secretada no nosso organismo e que se chama melatonina. A melatonina é um hormônio liberado por uma pequena glândula situada no centro do cérebro e chamada de pineal. Por ser liberada no cérebro, ela é chamada de neuro-hormônio, isto porque ela também pode atuar como um neurotransmissor neurotransmissor. A melatonina e os demais hormônios exercem uma influencia muito importante na regulação dos processos que ocorrem no nosso organismo. Eles são produzidos nas glândulas endócrinas e secretados diretamente na corrente sanguínea para que atinjam os órgãos sobre os quais exercerão suas ações.

Figura 2

A melatonina é produzida a partir da serotonina, um neurotransmissor. A serotonina é, por sua vez, produzida a partir do triptofano, um aminoácido que normalmente é ingerido numa alimentação equilibrada. As reações de conversão entre o triptofano e serotonina e entre esta e a melatonina são catalisadas por enzimas conforme o esquema da figura 2.

 

Figura 3

Como a melatonina controla o sono no organismo, podemos imaginar que um remédio a base desta substância poderia ser útil para o tratamento de insônia. Na realidade, estes remédios já existem! No entanto, ainda não há evidências científicas suficientes para o uso terapêutico desta substância em seres humanos, e ainda não temos informações suficientes sobre os possíveis efeitos colaterais danosos decorrentes da sua utilização em longo prazo.

Mesmo com estas precauções, em alguns lugares a melatonina é utilizada como uma substância que cura tudo! Afirmam que ela poderia eliminar câncer, doenças cardíacas, mal de Alzheimer, catarata, Aids, depressão, além de prevenir o envelhecimento. Imagine se estas teorias forem verificadas, não precisaremos mais nos preocupar com nenhuma destas doenças...
 
Mesmo sem evidências convincentes que confirmem estas aplicações, sua demanda ainda continua sendo grande e em alguns estados dos Estados Unidos, a venda de melatonina, atualmente, supera a de aspirina, que é, há muito tempo, o remédio mais vendido em todo mundo.
 
As pesquisas em torno da melatonina estão apenas começando, mas já sabemos que existe uma substância por trás do nosso sono!




Redes Sociais

Conteúdos Especiais


Powered by CLICKIDEA