Logo ClickeAprenda
POR

Haroldo de campos


Publicada em: 06/04/2005

Você sabia que sábado, 16 de agosto, o Brasil perdeu um de seus grandes poetas?

 

O poeta paulistano Haroldo de Campos, um dos fundadores do movimento de Poesia Concreta no Brasil,¬† morreu aos 73 anos, de fal√™ncia m√ļltipla dos √≥rg√£os, como noticiaram os jornais. Al√©m de¬† poeta, era tamb√©m cr√≠tico e tradutor.

Sendo assim, falaremos hoje sobre o Concretismo, para que você, caso nunca tenha ouvido falar de Haroldo de Campos, possa conhecer um pouquinho de seu trabalho.

 

Não é sempre do mesmo modo que se faz poesia. As pessoas pensam a arte e, consequentemente, a poesia, de modos diferentes. Na década de 50, Haroldo, seu irmão Augusto de Campos e o amigo Décio Pignatari, quiseram um tipo de poesia que não se parecesse com o que muitos poetas faziam na época. Em suma, eles queriam que o verso tradicional fosse abolido, queriam uma linguagem sintética, ou seja, “enxuta”, queriam que as palavras pudessem ser desmontadas e exploradas desse modo. Além disso, queriam também explorar a imagem do poema, não uma imagem que pudesse acompanhar o poema, mas sim um poema que fosse, em si mesmo, uma imagem, um desenho. É difícil imaginar como um poema pode ser tudo isso e muito mais – afinal, isso é apenas uma breve síntese do que foi o Concretismo –, não é? Sendo assim, nada mais esclarecedor do que olhar, com os próprios olhos, um poema concreto. Ao lado você poderá encontrar um exemplo.

Caso voc√™ tenha se interessado e gostado, vale a pena consultar o site do poeta, clicando aqui, ou procurando em livros mais informa√ß√Ķes sobre ele e mais poemas para serem lidos. Assim ficar√° mais f√°cil de entender e sentir o que o Brasil perdeu neste s√°bado.




Redes Sociais

Conteúdos Especiais


Powered by CLICKIDEA