Logo ClickeAprenda
GEO

É hora da folia


Publicada em: 06/04/2005

O Carnaval chegou! Durante cinco dias, o Brasil inteiro será fantasias, confetes, serpentinas, folia, alegria e muito samba no pé. Todos os brasileiros estarão dançando em bailes de clubes, pulando atrás de trios elétricos e blocos carnavalescos ou vendo os desfiles das Escolas de Samba. Ninguém fica imune à maior festa popular da cultura brasileira.

 

Mas você sabe como surgiu o Carnaval?

A história do carnaval começa no antigo Egito onde aconteciam festas em homenagem a Deusa Ísis (deusa da fertilidade e da agricultura), há seis mil anos atrás. Essas festas agradeciam a fertilidade do solo e a boa colheita das lavouras às margens do Nilo. Desde essa época as pessoas já pintavam os rostos e dançavam.

Mais tarde, na Grécia as festas eram cultos ao Deus Dionísio. Todas as pessoas, inclusive os escravos, saíam às ruas para dançar, a euforia era geral. 

Na Idade Média, predominavam nos festejos de Carnaval os jogos e fantasias.

No Renascimento Europeu, particularmente em Veneza, iniciam-se os bailes de máscaras nos quais todos iam fantasiados e com máscaras. Nesses carnavais surgiram três grandes personagens: a Colombina, o Pierrô e o Arlequim.

Uma representação do Entrudo.

Existem outras categorias, como melhor diretor, melhor ator, melhor atriz e melhor fotografia. Clique aqui para conhecer os indicados nas principais categorias . O filme brasileiro Cidade de Deus está na disputa em quatro delas: direção, fotografia, roteiro adaptado e edição.

Dentre todos os nomes, O Senhor dos Anéis: O Retorno do Rei aparece como um dos grandes favoritos. Ele recebeu indicação em 11 categorias diferentes e tem grandes chances de levar o prêmio de melhor filme.

Ainda durante o século XIX, o Brasil começa a ter festas mais próximas do carnaval  de rua como conhecemos hoje. Enquanto os ricos organizavam seus bailes fechados em clubes e teatros, a maioria da população passou a organizar os clubes carnavalescos, que fizeram a folia ganhar as ruas e a população sambar embalada pelas marchinhas de carnaval e sambas de roda.

No início do século XX surgiram os “corsos”. Eram automóveis abertos, decorados com motivos carnavalescos e entupidos de foliões. Os carros desfilavam pelas ruas, e os foliões dos corsos jogavam confetes e serpentinas, além de esguichadas de lança-perfume.

Com a evolução do carnaval, surgem na década de 20 as primeiras escolas de samba no Rio de Janeiro.  A primeira foi a “Deixa Falar”, criada no bairro do Estácio. Depois vieram “Portela”, “Antes Vai Como Pode” e “Mangueira”. Com as escolas nasceram o samba-enredo e os grandes desfiles de carnaval.

 

Vale lembrar que o carnaval de rua continuou forte em todo país, principalmente no nordeste. Cidades como Olinda e Salvador recebem milhares de foliões todo ano, que fazem a festa pulando atrás de trios elétricos ou blocos carnavalescos.

O Carnaval é uma festa grandiosa e uma das poucas manifestações folclóricas que ainda sobrevivem e conseguem envolver o grande público. O Carnaval é um grande representante da nossa cultura.

Você já sabe onde vai sambar nesse carnaval?




Redes Sociais

Conteúdos Especiais


Powered by CLICKIDEA